Mais artigos Adufes

Presidenta da Adufes destaca algumas bandeiras que serão levantadas no Grito das/os Excluídas/os

Adufes estará presente na 26ª Edição do Grito das/os Excluídas/os, que ocorre neste 7 de setembro. Em decorrência da pandemia e da necessidade do distanciamento social, o Grito  será realizado virtualmente. Haverá uma celebração inter-religiosa às 8 horas, no Convento da Penha, com transmissão ao vivo nas redes sociais do convento (endereços canais abaixo).   O tema da edição do Grito 2020 é "Vida em Primeiro Lugar", e o lema, "Basta de Miséria, Preconceito e Repressão! Queremos Trabalho, Terra, Teto e Participação".

No vídeo, a Presidenta da Associação dos Docentes da Ufes (Adufes), Ana Carolina Galvão, destaca algumas bandeiras que serão levantadas na manifestação, como a luta contra a exclusão e precarização da educação produzida pelo ensino remoto e o repúdio à violência contra mulheres e crianças vítimas de violência sexual.

Transmissão da celebração inter-religiosa pelos canais:

Instagram: https://bit.ly/34STUuu
Youtube:
https://bit.ly/3lK8tXi
Facebook:
https://bit.ly/3bp4bQb

A organização do evento é composta pelo Fórum Igrejas e Sociedade em Ação, Comitê Popular de Proteção aos Direitos Humanos no Contexto da Covid-19 e Fórum Capixaba em Defesa da Vida das Trabalhadoras e Trabalhadores, do qual a Adufes faz parte. 

 Fonte: Adufes

Servidores públicos definem mobilização com dia nacional de lutas na segunda quinzena de setembro

O seminário foi realizado de 12 a 14 de agosto e contou com 180 participantes. A atividade, definiu o Dia Nacional de Lutas e a campanha unificada em defesa do funcionalismo e dos serviços públicos.

No encontro, também se aprovou um calendário de mobilização para os próximos meses contra a reforma administrativa, e estratégias de mobilização unificadas para os servidores públicos federais, estaduais e municipais. Outro encaminhamento, foi a reorganização dos fóruns nos estados. Leia relatório

A Adufes esteve representada no evento pelo diretor Edson Cardoso, que avaliou de forma positiva a atividade, da qual participaram várias centrais sindicais. “Os servidores têm a tarefa de organizar fóruns locais para fortalecer a luta e denunciar os perigos da reforma administrativa, que visa acabar com os direitos conquistados pelos servidores públicos nas três esferas e precarizar os serviços essenciais prestados à população”, destacou.

Junia Zaidan, diretora da Adufes, lembrou que, no ES, as articulações indicadas pelo Fonasefe e pelo ANDES-SN têm sido feitas através do Fórum Capixaba em Defesa da Vida dos Trabalhadores (FCDVT), criado em abril, que realiza ações de enfrentamento à superexploração das/os trabalhadoras/es. “A unidade de ação de mais de 50 entidades, movimentos, coletivos, fóruns ligados à luta da classe trabalhadora é fundamental neste momento em que a pandemia deixa ainda mais explícita a relação espúria entre o Estado e o grande empresariado, seja na esfera municipal, estadual ou federal”, ressaltou.

De acordo com Junia, a Adufes está participando de um GT com integrantes do FCDVT, que atuam no serviço público e trabalham neste momento para ampliar essa articulação, conforme estabelecido pelo Fonasefe, a fim de propor ações de mobilização, neste mês de setembro, no estado.

Atividades de luta. Os servidores apontaram também a necessidade de uma greve sanitária para barrar o retorno às atividades presenciais enquanto não houver garantias efetivas de segurança para as trabalhadoras e trabalhadores.

Reunião do Fonasefe. Em reunião virtual no último dia 18, o ANDES-SN junto com o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) informou que está organizando campanha virtual contra a transposição do ensino presencial para o Ensino Remoto Emergencial, que acaba por representar uma desestruturação do projeto de educação superior.

Durante a atividade, foram indicadas duas datas para a realização do Dia Nacional de Lutas: 22 ou 30 de setembro, que será deliberado em nova reunião do Fórum. Leia relatório

Fonte: Adufes

CONVOCAÇÃO - Nesta sexta, 4: organização da Comissão de acompanhamento ao ensino/trabalho remoto

A atividade começará às 9h30 e é aberta à categoria pelo link https://adufes.webex.com/meet/adufes

A proposta de criação da Comissão de Acompanhamento foi apresentada pela diretoria na Assembleia Geral da categoria (27/8) e pretende ter diferentes frentes de atuação (aspectos jurídicos, saúde docente (física e psicológica), proposições à Ufes etc.), em articulação com os GTs da Adufes e Conselho de Representantes (CR). “Inicialmente precisamos estabelecer uma metodologia para o acompanhamento e depois estabelecer as ações de cada objetivo traçado”, destaca Ana Carolina Galvão, presidenta da Adufes. Entre as finalidades pretendidas estão: organizar espaços de relatos da categoria em textos e vídeos e constituir uma ouvidoria que receba eventuais denúncias e relatos de assédio, além de outras informações que podem auxiliar nas ações sindicais. As propostas serão debatidas na Comissão “e muitas outras podem surgir a partir do envolvimento da base nas atividades”, salienta Ana.

Reunião Ampliada

Dia: sexta-feira – 04/9

Horário: 9h30

Local: virtual pelo link https://adufes.webex.com/meet/adufes

Fonte: Adufes


ANDES