Assembleia Geral da Adufes discute Greve Nacional da Educação

A indicação da data é nacional e envolverá todos os setores da educação. No dia 5 de março, às 13h30, ocorrerá assembleia na sede do sindicato.

A Adufes convoca a categoria para deliberar sobre a Greve Nacional da Educação, marcada para 18 de março. Outra mobilização também prevista já para o primeiro semestre é a Greve das Instituições Federais (IFES), Estaduais (IEES) e Municipais de Ensino Superior (IMES) do Andes-SN. Esses dois pontos de pauta deverão movimentar a assembleia.

A construção da Greve Nacional da Educação (básica e superior) para 18 de março mobilizou os debates do congresso do ANDES-SN, realizado no início de fevereiro. Durante as discussões, foi destacada a importância da revogação da Emenda Constitucional (EC) 95, a reposição do orçamento público e o impedimento do avanço da pauta econômica do governo federal.

"A chamada 'Greve Nacional da Educação' é uma paralisação de um dia que cria o clima para os enfrentamentos a serem feitos, na sequência, pela universidade pública", afirmou a Secretária Geral da Adufes, Junia Zaidan.

Setor das IFES. Já o indicativo de greve do Ensino Superior, também pauta da assembleia da Adufes, é uma reação aos ataques do governo federal à educação pública. Os sucessivos cortes de verbas para o setor, o desrespeito à autonomia universitária, a ameaça de redução salarial prevista em emenda constitucional entre outras medidas reafirmam o projeto de desmonte do serviço público, inclusive nos estados e municípios. Por isso é necessária a construção conjunta de greve do setor IFES, IEES e IMES do Andes-SN ainda neste semestre.

O resultado da plenária será encaminhado para a reunião conjunta do Andes-SN e seções sindicais de todo país, nos dias 14 e 15 de março. O encontro, que será em Brasília, avaliará as deliberações das assembleis locais e as indicações de datas para as próximas atividades.

"O governo concluiu seu primeiro ano atacando ferozmente a educação e precisamos reagir a isso. Agora são novos abusos, como limites inexequíveis para licença capacitação, suspensão de nomeações e contratações, restrições para participação em eventos e a tramitação do Plano Mais Brasil, em especial a PEC 186, que tenta emplacar a possibilidade de redução de jornada e salários de servidores públicos em até 25% dos vencimentos", afirmou Ana Carolina Galvão, presidenta da Adufes, enfatizando a convocatória para a assembleia.

Mobilização. A diretoria do sindicato já começou a visitar a base para mobilizar a categoria para as lutas de 2020 e em especial para a assembleia do dia 5 de março. Nesta quinta (13), a professora Ana Carolina esteve no Centro de Ciências da Saúde visitando os Departamentos de Terapia Ocupacional, Farmácia e o Departamento de Educação Integrada em Saúde, que abriga os cursos de Nutrição e Fisioterapia. "Continuaremos a ir aos locais de trabalho para dialogar com as/os docentes sobre a pauta da assembleia, pois ela precisa expressar significativamente a categoria", assinalou a presidenta da Adufes.

Em Alegre, segundo a vice-presidenta da Adufes, Aline Bregonci, serão feitas reuniões ampliadas para discutir a conjuntura e os encaminhamentos do 39° congresso do Andes-SN referentes ao dia 18/03 e o indicativo de greve. "Além disso, passaremos nos departamentos para socializar as informações e mobilizar as/os professoras/es de Alegre para os movimentos".

 

Serviço

Assembleia Geral da Adufes

Data: 5/3 (quinta-feira)

Horário: 13h30

Local: sede da Adufes - campus de Goiabeiras

Pauta:

-Informes

-Greve Nacional da Educação (18/3)

-Indicativo de Greve do Ensino Superior

Fonte: Adufes

ANDES