Fique Por Dentro traz a retrospectiva da gestão 2017/2019

A diretoria que esteve à frente do sindicato nos dois últimos anos, sob o comando do presidente José Antônio da Rocha, participou ativamente das lutas da categoria. Leia aqui o jornal

A matéria de capa do informativo especial faz uma retrospectiva das principais ações de luta desenvolvidas pela Adufes. Diante dos desmontes de garantias sociais e dos serviços públicos, foi implementado um calendário com intensas panfletagens, debates, protestos, entre outras mobilizações, unindo os docentes a outras categorias e movimentos sociais.

Já a página 2 traz uma breve retrospectiva sobre a mudança no regimento. O documento, que tem o parecer da Assessoria Jurídica Nacional do Andes-SN, tem como objetivo principal garantir o direito aos professores do interior de votar e ser votado, sem que haja deslocamento para Vitória.  Nesta página também há um editorial e o texto “Resistência, luta e integração”, que menciona os plantões jurídicos, da diretoria e a Festa de 40 anos da entidade.

Na pág. 3, o destaque é a rejeição ao programa privatista do Ministério da Educação (MEC) “Future-se”. Desde que foi lançado, em julho de 2019, o sindicato cobrou que a universidade se posicionasse contra o programa. Os debates em torno do tema, no entanto, só vieram a ocorrer após várias mobilizações. A sessão histórica, que ocorreu em 27 de setembro, contou com participação da comunidade acadêmica. E sob pressão, o Conselho Universitário votou pela rejeição integral ao “Future-se”.

Por fim, na pág. 4 mais temas de relevância desta gestão: “Adufes fortalece luta com movimentos sindicais e sociais”, que trata da importância da contribuição financeira no auxílio político de emancipação dos/as trabalhadores e trabalhadoras. A página destaca ainda o êxito em ações pela assessoria jurídica do sindicato e, a participação da entidade no apoio da Semana do Servidor.

Encarte.  Nesta edição Retrospectiva Adufes – Biênio 2017/2019, conta com um encarte especial de frente e verso. A linha do tempo remete as datas das principais ações e atividades de luta desde a posse desta gestão, em dezembro de 2017 a Semana da Consciência Negra, em novembro de 2019.

Boa leitura!

ANDES